As Mulheres Da Cidade Das Estrelas | 05Fev2010 07:40:00

As mulheres da cidade das estrelas, todas elas são

De um metro e quarenta e cinco, são de cores

Verdes, azuis e alaranjadas, todos os seus cabelos

São loiros grisalhos.

Quando se fazem deslocar das suas habitações

Construídas de vidro, à rua, são sempre em grupos

De seis, sendo essa a lei que lá rege

Desde o princípio do mundo.

Toda a mulher com estas características no restante

Universo jamais poderá ser feliz em outros tipos

De civilizações, já que os seus pensamentos e as suas

Imaginações são antagónicas no mundo

 Que as rodeiam.

Acabando por ficarem sem células, onde os seus

Corpos ficam estáticos em quaisquer das ruas ou

 Em quaisquer dos locais que se possam encontrar,

Acabando pelos seus corpos inertes virem a ser

Destroçados pelo tráfego.

O primeiro e único transporte público da cidade

 É uma canoa construída de cana-de-açúcar e de papel

Floreado, tendo a mesma trinta mil metros

De comprido por vinte e oito mil metros de largura

Que só é utilizada uma vez por ano,

Precisamente no dia cinco de Junho, dia de festa na

Cidade onde a canoa levanta vôo com todas elas

Perante um vento por si imaginado.

Todas as mulheres da cidade são seres imortais já

Que são elas que constroem todos os ingredientes

Da estrutura do ser humano, por isso, na mínima

Anomalia nos mesmos por elas sentidos, são

Instantaneamente substituídos.

O que não leva mais de oito segundos a sua

Substituição, sendo elas as detentoras da sabedoria

Inédita em relação ao mundo exterior.

Na cidade das estrelas não existem forças

Militarizadas nem civis, já que as mulheres de lá

Pensam e imaginam da mesma forma exacta, todo o

Poderio exterior está para lá voltado,

Apelando sem cessar para que elas exportem todos

Os ingredientes do ser humano para as clínicas mais

Famosas de todo este universo,

Assim como os seus pensamentos e as suas

Imaginações.

Mas elas sempre ignoraram e ignoram 

As exportações e importações de espécie alguma,

Assim como o dinheiro.

Há dias, caiu uma nave no interior da cidade

Que transportava um milhão e duzentos mil

Passageiros, todos eles anões, ficando todos

Destruídos, o que não demorou mais de seis minutos

O mesmo a levantar vôo com toda a sua

Tripulação.

Quando um grupo delas decide sair à rua, todos os

Outros se fazem caminhar, uns via terrestre,

Outros suspensos no ar, cruzando-se entre

As lindíssimas noites que lhes dão luzes a brilhar.

                                               


Partilhar:


Para poder comentar necessita de iniciar sessào.

Procura
Painel controlo
  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


Idiomas
Sondagens
Gosta Do Surrealismo?
Sim
Não
Não sei o que isso é
Outras Visitas

lusopoemas

poesia

as-artes

afmach

rodinha26

gov

7pecados
Últimas Galeria





Anedotas
Numa livraria:
- Por favor, queria comprar o livro "Como Ficar Milionário da Noite Para o Dia".
O vendedor foi até ao armazém da loja, voltou com dois livros e começou a embrulhá-los.
- Desculpe, mas eu só pedi um livro!
- Eu sei, o outro é o código penal. Vendemos sempre os dois juntos.
Visitas Recentes