A Serpente Megalómana | 08Fev2010 07:50:00

Um bando de guarda chuvas passou na cidade

Em brecha, transportando consigo trinta e Sete

Gafanhotos comodamente instalados.

Curioso é, que nesse preciso momento, encontrava-me

Eu no cimo de uma cereja olhando uma

Orquestra de caracóis, que inesperadamente surgiu

Na cidade descalça, percorrendo todos os seus

Cantos e recantos, a tocarem em seus lindos

Instrumentos.

Sobrevoando perante si, amontoados panfletos a

Festejar a sua chegada nem gigantesco carrossel,

A fim de assistir a um julgamento realizado no

Interior de uma carcaça de elefante.

O processo foi movido por duas formigas gémeas

A uma serpente, pela mesma ter vindo há décadas

 De anos a ocupar abusivamente o seu território

Constantemente embriagada, vindo-lhes a perturbar

O seu merecidíssimo descanso.

Lida a sentença pelo digníssimo juiz benfeitor,

Ficaram provados todos os argumentos prestados

Pelas mesmas, vindo a serpente a ser condenada a

Servir de alimento para as formigas.

                                                  


Partilhar:


Para poder comentar necessita de iniciar sessào.

Procura
Painel controlo
  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


Idiomas
Sondagens
Gosta Do Surrealismo?
Sim
Não
Não sei o que isso é
Outras Visitas

lusopoemas

poesia

as-artes

afmach

rodinha26

gov

7pecados
Últimas Galeria





Anedotas
Na noite de núpcias, ele está nervoso e pergunta:
- Querida... posso pedir-te para seres franca comigo?
- Claro! Diz lá!...
- Sou o primeiro homem que dorme contigo?
- Bom...se chegares a dormir, és.
Visitas Recentes