Imaginação | 17Ago2011 15:58:09

 

Quando fores a caminhar

Não te faças de estúpido

Imagina outro pensar

E não o pensar de bruto.

 

Mas pensa como quiseres

Eu agora penso assim

Se tu vieres acordar

Lembra-te sempre de mim

 

Quando era estupido e bruto

Lembro-me de ser feliz

Hoje sei que não sou

Prefiro ser infeliz.

 

Uma criança ensinou-me

Este meu novo pensar

Atreve-te também a isso

Se não o mundo vais ganhar.

 

Não sei se estarás disposto

A fazeres como eu fiz.

Só que tu com meu pensar

No mundo és infeliz.

 

Hoje sei imaginar

Hoje fiz este poema

Hoje fiz neste papel

Com sangue da minha pena.


 


Partilhar:


Para poder comentar necessita de iniciar sessào.

Procura
Painel controlo
  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


Idiomas
Sondagens
Gosta Do Surrealismo?
Sim
Não
Não sei o que isso é
Outras Visitas

lusopoemas

poesia

as-artes

afmach

rodinha26

gov

7pecados
Últimas Galeria





Anedotas
No banco:
- Minha senhora, a assinatura está tremida.
- Pois claro que está! Acha que o meu marido está no seu estado normal quando me passa os cheques?
Visitas Recentes